Não achei a menor graça quando recebi o mesmo meme nas redes sociais e no WhatsApp comparando um homem milionário que vive em função da imagem, com uma mulher que preferiu seguir outro caminho, como se ela fosse fracassada.

Vou falar então aqui para vocês do meu caso, para ver se entendem o que acontece.

Passei por uma gravidez. 3 meses depois de parir, voltei à minha academia. Conseguia malhar por 40 minutos, jogar um pouco de futevôlei e ainda por cima acompanhar meu filho nas aulas de natação e música. Tipo uma super mulher.

Mas na verdade mesmo, eu estava EXAUSTA! Não dormia quase nada à noite. Meu sono era sempre picado porque tinha que fazer tudo o que toda mãe de recém nascido tem que fazer, levantar para amamentar de madrugada, ficar preocupada o tempo todo, limpar, trocar, ninar, cuidar, amar, etc.

Só que a sociedade e a mídia MINAM a autoestima da mulher de forma devastadora e desumana, começaram a me bombardear com um monte de mensagens depreciativas o tempo todo. A principal era ouvir as pessoas dizendo que eu estava “GORDINHA”, como se fosse PURO DESLEIXO eu não ter o corpo da Cláudia Leite um mês após parir.

Eu estava EXAUSTA! Eu queria malhar só uns 30 ou 40 minutos algumas vezes por semana e depois ir embora dali para passar o resto do dia com a maior bênção que Deus colocou em minhas mãos. Entendem???

Aí eu pergunto.. Se colocassem uma foto minha depois da gravidez comparando com a Cláudia Leite, quem seria a fracassada ali??? Eu?!?!?!?!

Eu AMO fazer exercício. Só não tinha força suficiente para malhar 3 horas por dia. E desde quando eu preciso ter?? Desde que isso é financeiramente vantajoso para os donos de academia e personal trainers??

O pior é que especialistas me falaram que perder muita gordura muito rapidamente na academia seca o leite…

Esse foi o caminho que EU escolhi para mim. A Cláudia Leite escolheu outro. As DUAS são guerreiras. Eu procurando sobreviver, ela vivendo da imagem dela. Mas eu não! Ela tem a carreira dela, mas eu tenho a minha.

E nas fotos, com tanto Photoshop, jogo de luz e tal, a imagem sequer parece com a própria pessoa… É tudo muito falso. É tão sério e tão grave, que a França até fez uma LEI para quem faz propagandas com esses tipos de recurso. A lei demanda que quem usa recurso de modificação de imagem em anúncio comercial, DEVE ANUNCIAR que o fez. Tudo porque isso vai SIM na autoestima das pessoas, não só das mulheres não.

Junto com esse meme que eu recebi, um dos comentários de UMA MULHER, que seguia o post inicial, foi: “deixa eu ir à academia levantar minha bunda e minha autoestima”… Não dá nem para acreditar numa frase dessas…

Esse meme que eu recebi não só fala de exercício NÃO! Isso é o superficial. Esse meme humilhante, depreciativo, misógino, mercadológico, abusivo, e contraventor, vai MUITO além de uma piadinha sem graça. Ele DESTRÓI a autoestima das mulheres. E, realmente, com isso eu não vou concordar nunca.

Ainda bem que as pessoas são diferentes. Se todos pensássemos iguais, seríamos robôs fazendo a mesma coisa. Pensar diferente NÃO É MIMIMI. Não sou de esquerda, nem de direita. Só quero que mulheres tenham voz.

Sou feminista, mas prefiro me depilar. E daí? Opinião e opção minha. Só não quero mais que mulheres passem pelo que eu passei. Preciso falar! Expor o que está acontecendo na realidade da mulher.

Agora me digam! DESDE QUANDO a Kelly McGillis, deusa absoluta, LINDA, heroína de nossa infância, é feia ou preguiçosa????? Não podemos deixar que façam isso com ela. #MexeuComUmaMexeuComTodas

Débora Amaral

1ddd2814c43a40d197ef05eb6d70b82b.jpg

MV5BMjA0OTg5ODY3Ml5BMl5BanBnXkFtZTgwNzkxOTU3MDI@._V1_UY317_CR8,0,214,317_AL_.jpg

kelly-mcgillis.jpg

13ce4469d3a9fcdac7c459a183ac1e89.jpg

tom cruise nao envelhece.png

500full.jpg

 

Anúncios