Olá, manas! Queria postar um desabafinho aqui…

Hoje finalmente aconteceu (leia com um tom quase tóxico de ironia) o tão esperado dia em que eu sofreria machismo no mercado de trabalho!

Então, eu fui fazer entrevista em uma empresa, para um cargo de programadora web (para quem não sabe, eu desenvolvo para web, desktop, mobile e até para máquina de lavar se necessário, só mandar jobs ❤!! ). Até aí tudo ótchimo. Eu claramente não atendia 100% dos requisitos técnicos, uma vez que para você atender tudo isso na área de dev precisa ter PhD em todas as áreas do conhecimento de T.I.. Ainda mais se for mina, aí que o mercado te exige muito mais

A entrevista rolou de boas, não saber 100% não é um lance que me amedronta. Mas eis que o Sr. Entrevistador começou a perguntar uma série de coisas sobre minha família, se eu seguia alguma religião, etc… Totalmente invasivo, mas até então “tudo” bem, relevei um pouco. Só que aí o famigerado decidiu perguntar meu posicionamento acerca da situação atual da política e acerca das ocupações! Acho que minha foto de perfil do Facebook já responde essa pergunta a vocês, né?

14695355_1788372158097401_7356383695883537794_n

Eu nem sequer falei meia dúzia de palavras, ele deslanchou um discurso conservador e coxinha de 30 minutos, a entrevista durou o dobro do que o necessário. Não entrando em méritos políticos, os quais são, por si só, problemáticos, me senti profundamente intimidada com a postura dele!!!

Estava sendo entrevistada por dois caras (de mais “alto escalão”) e fui atendida por uma mina na empresa, que era algo como uma secretária. Nem sei se tem mais minas na empresa e etc… Mas, será que isso pode ser coisa da minha cabeça???

O modo como ele olhava pra mim com olhar de “você não é boa o suficiente” e o modo como ele falava dos demais caras que passaram pela vaga, que mesmo sendo uns “deitados”, segundo ele mesmo denominou, não me pareceu em momento algum perto do desdém dirigido a mim.

Não sabia o tanto que é ruim sofrer na pele esse tipo de abuso, toda essa humilhação. Fiquei sem reação, não sabia o que fazer. Me senti muito impotente. Sei que eles não podem fazer esse tipo de coisa nem comigo nem com ninguém. Até então, o maior nível de machismo que eu havia sofrido na minha profissão eram piadinhas toscas de nerdzinhos imaturos, do tipo “até que ela coda bem para uma mina…”.

Enfim… Acabou com o meu dia. Estou bem triste agora, muito *puta* mesmo.

Mas sigamos em frente, né? “Muchas gracias” a quem leu até aqui.
Beijos no coração!!

14713649_1797992787081068_4209360939991321880_nhttps://www.facebook.com/poesiacompilada

Anúncios